Campos do Jordão está localizada a nordeste do estado de São Paulo, a 192 km da capital, na Serra da Mantiqueira, e o Parque Estadual encontra-se a 15 km do centro da cidade. Conhecido como Horto Florestal, o visitante pode observar especies nativas e exóticas de plantas, utilizar as áreas de piquenique, com churrasqueiras e mesas, e contemplar a bela paisagem de seus lagos.

O Parque – O Parque Estadual Campos do Jordão possui 8.341 hectares, ocupa um terço da área do município e foi criado em 1941, a fim de preservar os últimos remanescentes de Matas de Araucária – que hoje apresentam entre 1% e 3% da sua área original de cobertura. A Araucária Angustifólia e do Podocarpus Lambertii, especies importantes como a imbuia, a canela, a pitanga, o guamirim e o araticum são nela encontradas. Há ainda uma grande riqueza de epífitas, como bomélias, musgos e liquens.

A fauna também é variada, sendo encontradas várias especies de mamíferos, dentre eles estão a onça suçuarana, o cateto, o macaco-prego, a capivara, o veado mateiro e o esquilo. Entre as aves estão o papagaio-de-peito-roxo, considerada uma especie em extinção, o jacu, a gralha, a siriema e o tico-tico, o sabia-laranjeira por exemplo. Répteis como jararacas e quebra-quebra também são encontrados, além de uma diversidade de especies de rãs, sapos e pererecas.  O Parque Estadual de Campos do Jordão é o mais antigo entre os parques do Estado de São Paulo.

Principais atrativos:

Trilha das Quatro Pontes – 1.000 metros: a trilha margeia o rio Sapucaí e o atravessa quatro vezes, por quatro pontes, sendo duas delas pênseis.

Trilha da Cachoeira – 4.600 metros: um caminho agradável por entre matas e cenários variados do Parque, terminando na Cachoeira do Galharada.

Trilha do Rio Sapucaí – 2.600 metros: em seu trajeto o visitante encontra araucárias centenárias, avista campos de altitude e as corredeiras do rio Sapucaí.

Trilha dos Campos – 3.000 metros: atravessa áreas de mata nativa preservada, campos de altitude e de reflorestamento de coníferas.

Trilha Celestina – 8.500 metros: passa pela Mata Atlântica e campos de altitude. Chega a 1.905 metros de altitude. Exige preparo e só pode ser percorrida com o acompanhamento de monitores. Também é necessário agendamento prévio.

Centro de visitantes: exposição permanente sobre o Parque.

Serraria: construída em 1929 e movida por roda d’água.

Aventuras: circuito de arvorismo, tirolesa, aluguel de bicicletas para passeios.

Infraestrutura: lojas de souvenir, artesanato, chocolateria, café, restaurante e “trenzinho”.

Como chegar: Av. Pedro Paulo, s/n – Horto Florestal – Campos do Jordão.

Entrada: É cobrada taxa de manutenção do parque. R$13,00 (adultos – Ref. Janeiro 2017). Existem alguns casos de gratuidade. Estacionamento é grátis.

Funcionamento: aberto diariamente 8h às 17h (entrada permitida até às 16h) Permanece fechado às quartas-feiras. Nos feriados e nos meses de janeiro, junho, julho e dezembro, o Parque abre também às quartas-feiras.

Telefone: (12) 3663-3762 – email: [email protected]

Fonte – Sistema Ambiental Paulista – Governo do Estado de São Paulo: http://fflorestal.sp.gov.br/


Deixe um Comentário